Governança de TI sob 2 Óticas: a do Controle e a do Gestor




Carga horária: 16 horas.
Data de Realização: 11 e 12 de abril de 2016.

Professores: Carlos Renato Araujo Braga e Wesley Vaz


Apresentação:

A governança de TI (GTI) torna-se assunto cada vez mais importante nas agendas corporativas. Entre outros fatores, a importância da TI se justifica em virtude de os controles para mitigar os riscos das organizações estarem cada vez mais implantados nos sistemas de informação que automatizam os processos organizacionais, o que faz com que a prestação de serviços de TI seja um elemento essencial para o bom funcionamento da organização.

No setor público, o Tribunal de Contas da União vem atuando como indutor do processo de melhoria da Governança de TI (GTI) na Administração Pública Federal. Ao expedir diversas orientações sobre o tema, o TCU recomendou aos órgãos governantes superiores que normatizassem diversas práticas sobre governança de TI na esfera pública federal.

Diante deste cenário, contribui para a efetividade do trabalho dos governantes e gestores de TI o conhecimento da visão do Controle Externo sobre Governança de TI, em especial ao entender:

a) O que são controles de GTI?

b) Por que os controles de GTI são necessários?

c) Que normas tratam do tema?

d) O que tem sido avaliado pelo controle externo?

e) Quais foram os resultados das avaliações realizadas pelo TCU?

Em sentindo convergente, contribui para uma melhor implementação das práticas de governança e gestão de TI o conhecimento da visão dos gestores que experimentam os desafios da GTI, discutindo dúvidas como as seguintes:

a) Por que os controles são importantes?

b) Como sair da teoria de GTI para a prática?

c) Quais são alguns fatores críticos de sucesso para implantação dos controles da GTI?

d) Quais são algumas possíveis oportunidades, ameaças, fraquezas e forças para a implementação dos controles da GTI?

Este curso abordará, sob as 2 óticas acima – a do controle e a do gestor –, 3 controles de GTI: Política Corporativa de Governança de TI, comitês de TI e Plano Diretor de TI (ou equivalente).

Outros controles serão abordados em outros treinamentos.

Objetivo:

Com base no framework Cobit® 5.0, normativos em vigor e trabalhos realizados pelo TCU, o participante estará em condições de compreender os aspectos relevantes para a implantação de governança de TI sob 2 óticas – a do controle e a do gestor - até o ponto em que possa contribuir na implantação dos seguintes controles: Política Corporativa de Governança de TI, Comitês de TI e PDTI.

Público alvo:

Todos os agentes que devem participar das ações para implantação de governança e gestão de TI nas organizações, como representantes das áreas de negócio, orçamentária, financeira, planejamento, recursos humanos e tecnologia da informação, bem como da alta administração da organização.

Resumo do conteúdo programático:

1. Conceitos centrais

2. Cobit 5.0 e outros Frameworks aplicáveis

3. GTI sob a ótica do controle

  1. Comitês de TI
  2. Plano Diretor de TI
  3. Política corporativa de governança de TI

4. GTI sob a ótica do gestor

  1. Comitês de TI
  2. Plano Diretor de TI
  3. Política corporativa de governança de TI

Professores:

Carlos Renato Araujo Braga

Graduado em Engenharia de Computação pelo Instituto Militar de Engenharia (1988-1992), especialista em Contabilidade e Orçamento Público pela Universidade de Brasília (2006-2007) e em Educação de Adultos pela Intosai Development Initiative (2010-2011). Possui as certificações CISA® (Certified Information Systems Auditor), CIA® (Certified Internal Auditor), CGAP® (Certified Goverment Auditor Professional), CCSA® (Certified in Control Self Assessment), CRMA® (Certification in Risk Management Assurance) e CCI (Conselheiro de Administração certificado pelo IBGC). Auditor Federal de Controle Externo do TCU desde 2003. Ocupa a função de diretor na Secretaria de Controle Externo de Aquisições Logísticas (Selog/TCU), tendo sido anteriormente diretor na Secretaria de Fiscalização de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União (Sefti/TCU). É instrutor do Instituto Serzedello Correa do TCU desde 2006. Larga experiência em treinamentos na área de controle e auditoria de TI. Conferencista nos principais Congressos Nacionais e Latino-Americanos na área de controle e auditoria de TI. Artigos publicados (revista do TCU e Zênite, entre outras).

 

Wesley Vaz

Possui mais de 15 anos de experiência em atividades de gestão de projetos de tecnologia da informação nas áreas privada e governamental, especificamente voltados à produção de informações estratégicas para suporte à decisão. Ocupa a função de Secretário de Gestão de Informações para o Controle Externo do Tribunal de Contas da União (Seginf/TCU), tendo sido anteriormente diretor na Secretaria de Fiscalização de Tecnologia da Informação (Sefti/TCU). Exerceu o papel de Coordenador-Geral do Laboratório de Tecnologia contra a Lavagem de Dinheiro, vinculado ao Ministério da Justiça e foi Analista de Finanças e Controle da Controladoria-Geral da União, onde atuou como gestor de projeto de implantação do Observatório da Despesa Pública. Mestre em Ciência da Computação pela UNICAMP (área de inteligência de negócios) e MBA em Gestão Empresarial pela UCG/FGV-RJ. Possui as certificações CISA® (Certified Information System Auditor) e CGEIT® (Certified in the Governance of Enterprise IT) e C5AC (Cobit 5 Assessor Certified). É diretor de educação do Capítulo ISACA® Brasília e instrutor do Instituto Serzedello Correa do TCU desde 2009.



Conhecimento e Resultado


+5561981772138