O curso será apresentado por profissional que assessorou a força tarefa da lava jato no entendimento dos contratos de Obras da Petrobras.



APRESENTAÇÃO

Desde os anos 30, as autoridades usam a prevenção à Lavagem de Dinheiro, ocultação, dissimulação de bens direitos, valores e capitais -  Como instrumento de combate ao Crime Organizado, com o pretexto de tornar mais eficiente a persecução penal.

Fraudes e Lavagem de Capitais - processo pelo qual o criminoso transforma recursos provenientes de atividades ilegais em ativos aparentemente legais -, constituem permanente preocupação nas empresas. Seus golpes causam graves prejuízos, além de expor entidades, controladores, gestores, autoridades, políticos, servidores e empresários a constrangimentos perante Órgãos Reguladores, de Fiscalização, além de quebrar Tratados Internacionais, dos quais o Brasil é signatário, atraindo riscos civis, penais, arranhando a imagem da Organização e da Pessoa Natural. As estatísticas de casos de fraudes no Brasil, se destacam negativamente no mundo, por serem surpreendentes, danosas, frequentes e relevantes, tudo comprovado pela imprensa, principalmente nas páginas de economia e policiais.

A Convenção de Viena em 1988 transforma os crimes de lavagem de dinheiro em um problema social. O Brasil é um dos signatários, com os seguintes desdobramentos:1990 a 1996; Criação do Grupo de Ação Internacional contra Crimes Financeiros (GATI); Basileia I e II e o KYW (Know your client); 1998 a 20012; cria o COAF e a Lei de Persecução a crimes financeiros. Como ato inédito, inclui os Contadores no grupo de atividades que devem informações ao Órgão de Controle Externo, Unidade de Inteligência FinanceiraUIF.

Entre 2002 a 2012, segundo o  Siscoaf - Sistema de Controle de Atividades Financeiras Cadastro e Habilitação, houve 171.915 casos comunicados com indícios de operações atípicas em entidades reguladas pelo Bacen e 2.563.973 casos com Operações em espécie suspeitas.

Segundo o FMI e o Banco Mundial anualmente são  Lavados  cerca de 2 a 5 % da economia mundial, algo perto de US$ 500 Bilhões!

Gestões temerárias em Organizações públicas, privadas e atitudes nefastas de stakeholders podem desviar cifras astronômicas. Os desvios éticos, na forma de corrupção, apresentam-se em excesso, expondo os negligentes, imprudentes, imperitos, desatualizados, destreinados e amadores.

Os riscos da fraude corrupção e Lavagem de dinheiro tornam imprescindível que os Órgãos de Controle e Governança, gestores, fornecedores, clientes e demais interessados se previnam, conhecendo as Linhas de Defesa e Red Flags, sintomas deste grave problema e as formas de combatê-lo, que serão apresentadas neste curso inédito no mercado.
 

BENEFÍCIOS PRINCIPAIS DESTE TREINAMENTO

Atualizar profissionais quanto ao impacto da Lavagem de Capitais, Corrupção. Fraude e Financiamento ao terrorismo, através da utilização de técnicas modernas de mitigação, ferramentas poderosas de Compliance, Auditorias e principalmente Integridade, além do instituto extraordinário e inovador do Whistleblower, alertando os treinandos das arquiteturas de ciladas velhas e novas, armadilhas e golpes e ardis, esquemas que estão assombrando Órgãos de controle -  expondo o Brasil -  Bacen, COAFUIF, CGU, TCU e a Polícia Federal, maculando grandes Organizações e afastando pessoas naturais e autoridades do meio social por consequência - reclusão - de processo penal;

Maximizar a eficácia dos Órgãos de Controle -  auditoria interna, ouvidoria, inteligência empresarial e principalmente dos profissionais envolvidos na atividade-fim de entidades financeiras, empreiteiros e gestores de aplicação de recursos -, instrumentalizando-os para a salvaguarda do patrimônio e mitigação de riscos de Lavagem de dinheiro e Corrupção, à luz da Lei 12.84613  Lei Anticorrupção;

Aprender a atuar preventivamente com o intuito de se antecipar a tentativa de, Lavagem de dinheiro e outros riscos que prejudicam o Patrimônio da Organização, o povo brasileiro,  expulsando interessados em investir no país;

Aplicar sistemática de GRI - Gerenciamento de riscos para prevenção de Fraudes Lavagem de Dinheiro, Capitais, Corrupção e Terrorismo;

Entender como instaurar um processo de apuração, através da instauração do PAR - Processo de Apuração de Responsabilidade - dentro da legalidade, eficiência e menor exposição ao Órgão;

Aprender a reconhecer os principais "RED FLAGS", atitudes suspeitas que ameaçam a Organização;

Implantar, valorizar e conhecer as 03 Linhas de Defesa internas e entender como funcionam as demais linhas de defesa externas e as consequências por delitos;

Capacitar profissionais a combater, lavadores, branqueadores, fraudadores disfarçados de empregados ou parceiros, minimizando os riscos que podem expor a Organização e as Pessoas Naturais envolvidas no processo, que podem ser administrativos, civis e penais;

Habilitar profissionais para o gerenciamento adequado de eventuais denúncias e o episódio criminal, dentro da ordem legal;

Conhecer as disposições e atenuantes do cumprimento da Lei Anticorrupção, Tratados Internacionais e Leis 9.61398 e 12.68312;

Conhecer os objetivos da Lavagem de dinheiro e Capitais e a atuação dos Órgãos de prevenção;


A QUEM SE DESTINA

Diretores, Controladores; Auditores; Profissionais de finanças; Suprimentos de bens e serviços; Gerentes e fiscais de contratos de obras e serviços; Contadores; profissionais de Segurança Empresarial, Patrimonial; Negociadores, profissionais de controles internos, Compliance, Ouvidoria, Gerenciamento de Riscos, Conformidade, áreas de Inteligência e Informações. Advogados, financeiro e demais profissionais ligados ao sistema de compras, contas a pagar e pagamentos, profissionais de Comunicação Institucional e Tecnologia da Informação e Telecomunicações, além de potenciais gerentes e profissionais promissores.


CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

PRIMEIRO DIA
Lavagem de Capitais, Fraude, corrupção - Prevenção, detecção, apuração e GRI
- Origem histórica, conceitos e Fases
- Lavagem de dinheiro: O que é? Como acontece?
- A Linha do tempo mundial da Lavagem de Dinheiro.
- Os tratados Internacionais em que o Brasil é signatário.
- O perfil do ?branqueador?. Estimativa e custo da Lavagem de dinheiro no mundo e no Brasil
- Atitudes e comportamentos que constituem indícios de Lavagem de dinheiro. Taxonomia Fraudes versus Corrupção versus Lavagem de Capitais: Erros e Mitos
- Omissão no exercício da função profissional. Quais as consequências e riscos para Contadores, Advogados, Auditores Gestores, Comitês de Auditoria e afins, pessoal de Governança membros do Conselho e demais stakeholders. Responsabilidades  civis, penais e administrativas, segundo a legislação
- Perfil do auditor em relação a Lavagem de dinheiro. Mudança de ênfase.
- Seguro contra a fraude. Indícios X evidências.
- Propina x laranja x Interposta pessoa x presentinho x Ética
- Acréscimos patrimoniais incompatíveis, indícios de infração. Derivado de crime anterior
- Tentativa de conferir aparência de licitude em dinheiro ou capital obtido por crime ou contravenção, a margem da legalidade, tráfico, roubo, droga, corrupção, fraude, extorsão crime de colarinho branco, diferenças entre dinheiro honesto x dinheiro de trabalho
- Porque o banco tem que se preocupar com o cadastro atualizado dos clientes, sob pena de encerramento das contas
- A gestão do Risco de Fraude
- Explicação das três etapas: Colocação, Ocultação e Integração. Prevenindo e detectando.
- Framework de gestão de risco de Lavagem de dinheiro.
- Condutas atípicas: Ambiente interno segundo o COSO, GRI em Branqueamento, identificação, detecção, mitigação, apuração e monitoração.
- Tecnologia de Informação e Comunicação institucional: tratamento diferenciado para o STAFF e para a força de trabalho.
- Como conseguir alcançar todos os empregados e terceiros e transformá-los em aliados e não algoz. Utilização de ferramentas: PDCA, SWOT, BSC ISO 31000 E COSO
- Infração penal antecedente, aprenda a identificar. Paraísos fiscais conhecidos e países que facilitam a ação de Lavadores de dinheiro. Táticas comumente utilizadas.
- Lavagem de dinheiro em diversas áreas corporativas
- Caixa, bancos, realizáveis, imobilizado, investimentos, pagamentos, patrimônio líquido, ativos fictícios, passivos omitidos.
- Aprenda a reconhecer os riscos de Superfaturamento, Dumping, Sobrepreço e Cartéis.
- Países considerados pelo GAFI ? Grupo de Ação Financeira Internacional ? como de alto risco ou com deficiência à Prevenção e a Lavagem de Capitais.
- Meios de Prevenção
- A importância dos Controles Internos na Prevenção a Lavagem de Dinheiro
- Auditoria contínua, técnicas para implantação.
- Auditoria efetuada pelos próprios colaboradores. Controles internos imprescindível, SOX
- FCPA
- ACFE.
- Organismos e Tratados internacionais antifraudes
- OAB
- Basiléia
- ISACA
- ISE
- Ouvidoria,
- Ombudsman.
- Código de ética e de Conduta Concorrencial.
- Compliance e Conformidade
- Comitê de diversidade.
- Pesquisa de ambiência.
- Disque fraude, help-desk e Ethical line.
- Inteligência empresarial: como funciona.
- Wistleblower
- Capitão Compliance Chile
- Convenção de Viena
- Antes e depois da Lava Jato
- O que a impunidade tem a ver com a corrupção
- Colocar o cadeado depois do cofre arrombado
- Proteção a transparência e à fonte de informação
- Conheça a lei e saiba como infringi-la legalmente, ?S. G. Oliveira, século XX?
- As contas ocultas de Diretores de Estatais
- As dez medidas contra a corrupção (Lava Jato)
- Operação Mãos Limpas (Itália)
- Matriz de KEPNER
- IBRACON
- FENACON
- CNPL
- COFECI
- CFC
- Polícia federal
- Bacen
- CMN
- Lei anticorrupção
- COAFUIF

SEGUNDO DIA
-  A Lavagem de dinheiro, preocupações.
- Passagem de informações suspeitas: decisão do STF pela legalidade; pelas áreas de inteligência; CoafUIF; sem autorização judicial às autoridades Policiais.
- Efeitos da transferência recente do Coaf para o Bacen.
- Lavagem de dinheiro pelos partidos políticos, explorando e utilizando-se da ação insipiente - simples  e também incipiente - principiante - do TSE
- Decisão do governo D.O.U. de 20?819 - de transferir o Conselho de Controle de Atividades Financeiras - Coaf do Ministério da Economia para o Banco Central 
- Medida Provisória 20819 - que transforma o Coaf - Conselho de Controle de Atividades Financeiras - em UIF - Unidade de Inteligência Financeira, vantagens, desvantagens e consequências. 
- O que fazer caso sua conta bancária seja objeto de fraude ou delito? O banco se responsabiliza? Quais os seus atos imediatos, caso observe movimentação suspeita ou indevida na sua conta?
- Responsabilidade dos bancos por fraudes, delitos, lavagem de dinheiro nas contas dos seus clientes -  Código de Defesa do Consumidor. Diante do delito o que pode e deve o consumidor fazer. A importância o Boletim de Ocorrência na Polícia Civil
- Julgados do Superior Tribunal de Justiça que reconhecem o dever das instituições financeiras de reaver os valores perdidos pelo seu clienteconsumidor, além dos danos morais, passíveis de serem concedidos
- Cidadania fiscal: Uma receita para o Brasil. Programa de leniência antitruste do CADE
- Legislações que combatem a Lavagem de dinheiro no Brasil e no Mundo.
- A Lei Anticorrupção em Vigor! As relevantes inovações trazidas -  Comentários, questões

Os objetivos principais:
- Como cumprir as novas determinações. Base de cálculo de multas por atos de corrupção.
- Critério para confisco de bens. Suspensão de atividades.
- Que tipos de Organizações deverão cumprir a Lei.
- Acordos de leniência - fases X Colaboração Premiada - diferenças.
- Mecanismos de prevenção atenuam canais de denúncia.
- Aspectos polêmicos da nova Lei. As similaridades com legislações Internacionais (EUA, Reino Unido).
- Investigações internas. O monitoramento de ilegalidades. A atividade Correcional.
- Sanções e dosimetria. Dever de reparar o dano
- PAR - PAD
- Fato ocorrido no estrangeiro.
- Inquérito civil. Ministério Público. Momento da comunicação. Prescrição.
- Detecção do delito, Identificação dos Autores e Administração do Problema
- Técnicas para reunir informações. Seleção de informantes. Técnicas para entrevistar suspeitos, depoentes e colaboradores. A base legal em entrevistas. - Testemunhas obstrutivas ou especialistas. A figura do branqueador e do fraudador. Como funciona sua mente. Por que ele confessa. Denunciação caluniosa, Padrões eficazes de prova. Desconhecimento de determinadas legislações pertinentes ao Processo.
- Noções de Técnicas de abordagens de Serviços de Inteligência: FBI, MOSSAD, HAGANÁ
- Análises comportamentais - como ler pessoas -  dicas e técnicas úteis. Truques para interpretar linguagem corporal das pessoas suspeitas. Os gestos fornecem informações.
- Estratégias e abordagens para se antecipar e detectar pessoas com atitudes suspeitas. As leis da atração. As 48 leis do poder. Identificando ?BAD LIES?. A fórmula da amizade. Controlando as comunicações. Cuidado com quem você anda.
- Frases célebres:  Ganhei treze vezes na loteria...sou um autêntico brasileiro. Casei com cônjuge rico. Tenho a missão nobre de legalizar o Bingo no Brasil. 
- Políticas e procedimentos de controle segundo o GAFI.
- Casuísmos

Tratamento de dúvidas do dia a dia apresentadas pelos participantes concomitantemente à exposição do assunto.


PROFESSOR

S.G.OLIVEIRA

FORMAÇÃO: Graduação em Ciências Contábeis pela UFRJ; Pós-graduado em Auditoria e Contabilidade pela UNIRIO; MBA  em  auditoria, FGV/DELOITTE; MBA em Finanças Empresariais pelo Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (IBMEC-RJ); ESPECIALIZAÇÕES NO EXTERIOR: Especialização em Auditoria, Contabilidade e Prevenção de Fraudes em Empresas  de Petróleo, University  of Texas at Dallas, USA; Atualização em Prevenção em Fraudes Corporativas, M I S  INSITUTE  –  Nevada – USA.  DOCÊNCIA: Professor de MBA da  FGV –  Fundação  Getúlio   Vargas, há 20 anos, em  Gestão de Serviços , Auditoria de Logística, Auditoria Avançada, Auditoria das Demonstrações Financeiras e Prevenção de Fraudes nas Corporações; Professor da Universidade Corporativa da Petrobras;  Treinou os auditores do Tribunal de Contas dos seguintes Municípios/Estados/União: São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco, Santa Catarina, Tocantins, Distrito Federal e Brasília; Treinou os Auditores/Oficiais da Polícia Militar do Estado da Bahia;  CONFERENCISTA: centenas de palestras, eventos e congressos sobre o tema Terceirização, há mais de vinte anos; palestrou para mais de 2000 pessoas no Congresso de Pregoeiros  e de Compras Públicas em Foz do Iguaçu e para centenas de pessoas em Santa Cruz de La Sierra e Cochabanba na Bolívia, além de diversos outros locais no MERCOSUL; Treinou nos últimos vinte anos mais de 8.000 gestores de contratos do Sistema PETROBRAS no Brasil e no Exterior e aproximadamente 30.000 pessoas em diversas empresas públicas e privadas, no Brasil e Exterior; Ministrou cursos para centenas de empresas públicas e privadas com os seguintes títulos: Fiscalização de Contratos Terceirizados, Gestão e Auditoria de Contratos, Técnicas de Redação e Interpretação de Contratos, S.L.A. em Contratos de Serviços,  Licitações e Gerenciamento de Contratos de Obras e Serviços de Engenharia, Prevenção de Fraudes na Terceirização, Auditoria em Compras para Gestores de Suprimentos, Auditoria de Contratos de Serviços e Obras  Auditoria Governamental, Serviços Terceirizados e Mitigação de Riscos em contratos de Obras e Serviços, A influência do Novo Código Civil nos Contratos de  Terceirização; Administrando Pleitos nos contratos de Obras e Serviços e Aplicação da IN 052017 do MPDG  – As novas regras de contratações públicas;  EXPERIÊNCIA: 41 anos em Auditoria Geral e de Contratações em Empresas Públicas e Privadas, Gerente de Auditoria de Contratações de Obras e Serviços da Petrobras,  31 anos; Auditor Sênior da Deloitte, Haskins & Sells, RJ, 04 anos; Gerente de Auditoria da Aracruz Celulose, ES, 03 anos; Assessor de Auditoria da Presidência da Cooperativa Central dos Produtores de Leite, RJ, 02 anos; realizou Consultorias e Auditorias em diversas empresas de renome Nacional e Internacional; representou Instituições do Governo em Auditorias de Detecção de Fraudes em Licitação e Contratos; participou de dezenas de Comissões de Sindicância Administrativa  na  área  de contratações na Petrobras; Assessorou a Força Tarefa da Operação Lava-jato no entendimento da sistemática de funcionamento das  contratações de Obras e Serviços na Petrobras; treinou os Inspetores da ECT e os profissionais da INB, para apurar irregularidades e instaurar Comissões de Sindicância Administrativa, em especial na área de Terceirização; treinou todo o STAFF da Brasil Telecom, em todo país, na Gestão de Contratos Terceirizados; Implantou Manuais de Procedimentos de Contratação e Grupos de Auditoria de Contratação em diversas empresas do país.  TRABALHOS PUBLICADOS: dezenas de artigos publicados em diversas Revistas e Jornais de grande circulação e revistas especializadas,  tais como: Revista do TC do Município de São Paulo, Revista RH, ANERJ,   Consultoria Negócios Públicos, do PR;  sobre: Auditoria, Prevenção de Fraudes e Contratos de Serviços; Coautor do Livro “Temas Controvertidos em Licitações e Contratos Administrativos ”, editado por  Temas e Ideias,  do RJ; Autor do “Cartão de Referência de Fraudes em Contratos Terceirizados” editado com sucesso pela Editora Negócios  Públicos, do PR.
VALOR: R$1.390,00
CARGA HORÁRIA: 16hs

26 a 29 de abril de 2021


CONFIRMAÇÃO E PRORROGAÇÃO

A realização do mesmo está sujeita a quórum de participantes, sendo confirmado em até 10 dias úteis anteriores a data agendada, Não havendo quôrum ou caso haja desistência de participantes após sua confirmação, a empresa se reserva o direito de prorrogação do evento.

REQUISITOS TÉCNICOS

Dispositivo(Desktop, Laptop, Tablet e/ou Smartphone) com navegador de internet atualizado compativel com HTML5(Firefox, Google Chrome, Safari, Opera, Internet Explorer...), preferencialmente com microfone e camera.

Conexão com a internet estável a partir de 2mb/s. Sem restrições de proxy ou bloqueio de portas.

*** Caso não alcançe os requisitos minimos, indique na observação de sua inscrição necessidade de transmissão facilitada.
METODOLOGIA
Plataforma virtual especializada para o ensino a distancia ao vivo
Material didático direcionado e atualizado
Ensino com interação simultânea entre o professor e turma, seja por audio, video e/ou texto
Acessos exclusivos e individuais ao Ambiente Virtual de Aprendizagem
Suporte do professor para dúvidas e esclarecimentos pós aula
Aulas gravadas para revisão por até 7 dias após o último dia de curso

CERTIFICADO DE PARTICIPAÇÃO RECONHECIDO
FORMAS DE PAGAMENTO

Empenho;
Boleto bancário;
Cartão de crédito (PagSeguro);
PicPay;
Depósito;
Transferência bancária.
DADOS BANCÁRIOS

Banco Santander 033
Ag.: 3441
C.c.: 13003123-7
CNPJ: 09.588.954/0001-31



Conhecimento e Resultado